A batalha final – Episódio 6: Difícil Situação

The blacksmith once again looked at the parchment a visitor had just given him.
There was nothing particularly unusual about this order – to decorate armor and a weapon with an emblem... ⚔️ #ShadowEmpires

Curious to know more? ➡️ Follow the story!⬅️





  • Se alguém me pedisse para imaginar uma situação difícil, meu primeiro pensamento seria: Tu estás num carrinho com 2 mercenários hostis que te transportam não imaginas para onde, a tua cabeça está dentro de um saco plástico que te impede de respirar normalmente e estás tão bem amarrado que nem te consegues mexer.


    Estou com raiva de mim mesmo. De alguma forma, quando finalmente descobri forma de entrar no palácio, descobri o que fazer com o pergaminho que encontrei no porão, e de uma forma geral, como viver a minha vida, não esperava cometer uma falha tão infantil e prematura. Tudo parecia uma grande aventura, como aquelas que me contam sobre o meu bisavô Mark Atilus, um motorista de caravana e curandeiro. Nessas histórias, ele sempre encontrava maneiras de resolver todas as dificuldades que lhe apareciam, Até mesmo na sua jornada nas pirâmides Egipcias - que agora olho com outra perspectiva - parecia uma ótima caminhada. Quem se importa com as armadilhas mortais quando sabemos de antemão que se sai delas são e vitorioso?


    E no entanto, aqui estou eu, numa situação extremamente difícil e poucos ou nenhums condutores de caravanas prontos a me salvar.


    - Ele parece estar vivo - a repetentina voz de um Huno fez-me tremer e assim revelar aos mercenários que não estou apenas vivo, como consciente e ouvindo tudo à minha volta. Retiraram o saco da minha cabeça e de repente vi um Huno a olhar para mim.


    - É arriscado mantê-lo - respondeu o Egípcio. - Estou curioso para saber o que ele estava ele a fazer no palácio, e para que aliança andava ele a nos espiar, mas temos que lidar com ele aqui mesmo, antes que sejamos caços.


    - O nosso povo diz que o melhor espião é um espião inimigo morto - fiquei sem esperança ao ver um sorriso maquiavélico do huno. De repente, ele tira o seu facão da baínha.


    Senti um dor repentina no meu peito e morri. É assim desta maneir inglória que perco a minha última batalha.


    ***


    tub_hospital_forum.jpg



    Sendo uma pessoa cética durante toda e não muito longa minha vida, realmente não acreditava no outro mundo! Supreendemente, existe! As paredes limpas, a luz brilhante que entra por uma grande janela e uma cama muito confortável são uma clara evidência disso mesmo. No ar pairava um cheiro a ervas e alguns minérios desconhecidos. Entra agora uma linda deusa de meia idade presenteando-me com uma bebida quente numa caneca de barro e a sorrir. Foi o sorriso mais caloroso que já vi!


    - Irei dizer aos outros que já acordou - ela deu-me a bebida. - Por alguns instantes ficamos com medo de não o conseguirmos curar.

    - Curar-me? – Só agora que senti o curativo apertado à volta da minha mão esquerda e no meu peito é que percebi que este lugar é mesmo real. - Então, eu não estou morto e isto não é a vida eterna?


    - Não, embora tenha feito tudo para lá chegar. - ela riu-se de novo - Mesmo assim, é uma pessoa de muita sorte. Obviamente, que quem lhe fez isso não sabe o significado do nosso símbolo. Eles largaram o seu corpo ferido junto da nossa porta dos fundos. Mas nós aqui temos o curandeiro mais famoso do império, o que não é para estranhar, uma vez que ele foi discípulo do Mestre Mark Atilius.


    Senti um calor no meu coração. Mesmo passado meio século, o meu bisavô continuava, de alguma forma, a resolver situações difíceis.


    Tarefa: Resolve o puzzle lógico


    Numa determinada escola de medicina havia 2 curandeiros, um ensinava a arte da cura através das ervas, o outro ensinava a mesma arte mas com recurso aos minerais. Cada um deles tinha um determinado número de alunos. Um dia, um aluno do grupo "Erva" decidiu juntar-se ao grupo "Mineral" e, após o mesmo, os dois professores tinham o mesmo número de alunos. Semanas mais tarde, o mesmo aluno decide voltar ao seu professor anterior, e assim as coisas voltaram a ser como eram antes da troca. Passado algum tempo, outro estudante de "Mineral" decidiu juntar-se à classe de "Erva", e nesse momento o primeiro grupo tornou-se duas vezes maior que o segundo grupo. Quantos alunos estavam a aprender na faculdade de medicina?





    Falhaste os 5 primeiros episódios desta série? Vê aqui:

    1º episódio ver aqui

    2º episódio ver aqui

    3º episódio ver aqui

    4º episódio ver aqui

    5º episódio ver aqui

    jl_sig.png

    Post was edited 3 times, last by JL. ().

  • Informação Geral sobre evento:


    Data/Hora inicio: 09 Julho 2019 - 9:00 PT 5:00 BR
    Data/Hora final: 15 Julho 2019 - 9:00 PT 5:00 BR
    Anúncio vencedores: 16 Julho 2019
    Vencedores escolhidos: 6 vencedores aleatórios entre todas as respostas corretas
    Prémios: 50 Ouro x 6 vencedores
    Voucher válido em : Comunidade Busobrasileira
    Voucher válido até: 31 Dezembro 2020
    Para ser elegível, deves: OBRIGATORIAMENTE, deixar teu nick e servidor onde jogas. Apenas podes participar numa comunidade.



    Boa sorte

  • Nick: edsonmendz
    Servidor: lusobrasileiro TS4
    https://ts4.lusobrasileiro.travian.com/

    Este sistema matemático tem duas ambiguidades, "... outro estudante decidiu juntar-se à classe da Erva"... Isso faz pensar que é um aluno da classe de minérios que trocou de grupo, porque a palavra outro faz associação com o primeiro que trocou de grupo duas vezes, como se só existissem alunos nesse universo de Erva+Minério.
    A segunda ambiguidade é sobre "Quantos alunos estavam a aprender na faculdade de medicina?", porque a pergunta não informa se era antes ou depois do novo aluno chegar.

    Isso é um sistema onde Erva pode ser chamado de X, Minério de Y e todos de T.
    X+Y=T
    X-1=T/2
    Y+1=T/2
    Aqui sabemos que X tem dois integrantes a mais que Y

    X+1=2Y


    Então:
    2Y = Y + 3

    Y=3
    e
    X = 3 + 2
    X = 5

    Minha resposta é: A quantidade de alunos antes das trocas era 8, depois que chegou o último aluno, passaram a ser 9 alunos.

  • 1º:
    A classe erva possuía 5 alunos e a classe mineral possuía 3 alunos. Temos o total de 8 alunos na faculdade.


    2º:

    Aluno da Classe erva passa para a classe mineral e ambas as classes ficam com o mesmo número de alunos, 4 alunos.


    3º:

    Aluno da Classe mineral volta para a classe erva e assim voltam as coisas como eram antes da troca, erva com 5 alunos e mineral com 3 alunos.


    4º:

    Entra um aluno na classe erva. Classe erva fica com 6 alunos e a classe mineral fica com 3 alunos, então a classe erva, que é o primeiro grupo, fica com o dobro de alunos em relação a classe mineral, que é o segundo grupo.

    Com isso, temos 9 alunos a aprender na faculdade.

  • 1º:

    A classe erva possuía 5 alunos e a classe mineral possuía 3 alunos. Temos o total de 8 alunos na faculdade.



    2º:


    Aluno da Classe erva passa para a classe mineral e ambas as classes ficam com o mesmo número de alunos, 4 alunos.


    3º:

    Aluno da Classe mineral volta para a classe erva e assim voltam as coisas como eram antes da troca, erva com 5 alunos e mineral com 3 alunos.


    4º:

    Entra um aluno na classe erva. Classe erva fica com 6 alunos e a classe mineral fica com 3 alunos, então a classe erva, que é o primeiro grupo, fica com o dobro de alunos em relação a classe mineral, que é o segundo grupo.


    Com isso, temos 9 alunos a aprender na faculdade.


    ATILA THE BAN
    https://ts7.lusobrasileiro.travian.com/

  • 12 alunos.

    Erva 7 alunos
    Mineral 5 alunos

    Passou um aluno de erva pra mineral

    Erva 6 alunos
    Mineral 6 alunos

    Ele volta

    Erva 7 alunos
    Mineral 5 alunos


    Passou um aluno de mineral pra erva

    Erva 8 alunos
    Mineral 4 alunos

    Ou seja, 12 alunos.

  • Legionário

    ts1.

tg_TL-DQ4_970x250_181126.jpg