Dia 3: A aldeia abandonada

    By using our site, you accept the use of cookies to make your visit more pleasant, to offer you advertisements and contents tailored to your interests, to allow you to share content on social networks, and to create visit statistics for website optimisation. More information

    • Dia 3: A aldeia abandonada

      À Sua Majestade Imperial,

      Algo estranho aconteceu esta manhã. Eu ainda estava a descansar na pequena aldeia, tentando descobrir mais informações sobre todas as outras tribos antes de retornar para casa. Foi então que eu vi um velho druida a dirigir-se para uma casa vizinha. Momentos após ele ter entrado no edifício, um vento cinzento cheio de pó apareceu do nada e a aldeia tornou-se uma aldeia Natar. Inicialmente não senti nada diferente – eu já vira esse tipo de transformação anteriormente. No entanto, a aldeia foi nossa por apenas alguns minutos, e depois retornou ao seu estado original como se nada acontecera. Eu tive uma forte suspeita de que isso estava de alguma forma relacionado com a manipulação do druida arcaico e pedi a Nenet que secretamente inspecionasse a sua casa. O que Nenet me trouxe fez enregelar-me o sangue. Era um pedaço de pergaminho com apenas uma linha escrita: "Diário do Primeiro Artesão". Este não era o venerável título da obra do vosso grande antepassado, o criador dos mais poderosos artefactos do passado? Lembrei-me das lendas sobre o diário, onde ele descrevia pormenorizadamente como fazer os grandes artefactos de poder. O conhecimento que julgávamos perdido para sempre parece estar aqui algures, nestas terras distantes. E há outros à procura desse conhecimento. Inspecionei o pergaminho e só aí reparei em algo escrito do outro lado.

      O que era isto? Uma pista?

      Tarefa: O que era mostrado na imagem?



    • JL. wrote:


      Sua Majestade Imperial,

      Algo estranho aconteceu esta manhã. Eu ainda estava a descansar na pequena aldeia, tentando descobrir mais informações sobre todas as outras tribos antes de retornar para casa. Foi então que eu vi um velho druida a dirigir-se para uma casa vizinha. Momentos após ele ter entrado no edifício, um vento cinzento cheio de pó apareceu do nada e a aldeia tornou-se uma aldeia Natar. Inicialmente não senti nada diferente – eu já vira esse tipo de transformação anteriormente. No entanto, a aldeia foi nossa por apenas alguns minutos, e depois retornou ao seu estado original como se nada acontecera. Eu tive uma forte suspeita de que isso estava de alguma forma relacionado com a manipulação do druida arcaico e pedi a Nenet que secretamente inspecionasse a sua casa. O que Nenet me trouxe fez enregelar-me o sangue. Era um pedaço de pergaminho com apenas uma linha escrita: "Diário do Primeiro Artesão". Este não era o venerável título da obra do vosso grande antepassado, o criador dos mais poderosos artefactos do passado? Lembrei-me das lendas sobre o diário, onde ele descrevia pormenorizadamente como fazer os grandes artefactos de poder. O conhecimento que julgávamos perdido para sempre parece estar aqui algures, nestas terras distantes. E há outros à procura desse conhecimento. Inspecionei o pergaminho e só aí reparei em algo escrito do outro lado.

      O que era isto? Uma pista?

      Tarefa: O que era mostrado na imagem?

      A imagem mostra a Aldeia 0/0, aldeia natariana, isso é um nonograma com o desenho de um "vulcão"



    • soydark_BR wrote:

      JL. wrote:

      Sua Majestade Imperial,

      Algo estranho aconteceu esta manhã. Eu ainda estava a descansar na pequena aldeia, tentando descobrir mais informações sobre todas as outras tribos antes de retornar para casa. Foi então que eu vi um velho druida a dirigir-se para uma casa vizinha. Momentos após ele ter entrado no edifício, um vento cinzento cheio de pó apareceu do nada e a aldeia tornou-se uma aldeia Natar. Inicialmente não senti nada diferente – eu já vira esse tipo de transformação anteriormente. No entanto, a aldeia foi nossa por apenas alguns minutos, e depois retornou ao seu estado original como se nada acontecera. Eu tive uma forte suspeita de que isso estava de alguma forma relacionado com a manipulação do druida arcaico e pedi a Nenet que secretamente inspecionasse a sua casa. O que Nenet me trouxe fez enregelar-me o sangue. Era um pedaço de pergaminho com apenas uma linha escrita: "Diário do Primeiro Artesão". Este não era o venerável título da obra do vosso grande antepassado, o criador dos mais poderosos artefactos do passado? Lembrei-me das lendas sobre o diário, onde ele descrevia pormenorizadamente como fazer os grandes artefactos de poder. O conhecimento que julgávamos perdido para sempre parece estar aqui algures, nestas terras distantes. E há outros à procura desse conhecimento. Inspecionei o pergaminho e só aí reparei em algo escrito do outro lado.

      O que era isto? Uma pista?

      Tarefa: O que era mostrado na imagem?

      A imagem mostra a Aldeia 0/0, aldeia natariana, isso é um nonograma com o desenho de um "vulcão"





      copaca wrote:

      Como postei antes, a imagem mostra uma semente brotando.

      Aqui esta a imagem:


      copaca
      br4
      Os vencedores são....
      a semente considerei certo, mas é um vulcão.

      o voucher entregue por mensagem